own..

own..
Say a Little Prayer for You by Aretha Franklin on Grooveshark

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Depois do Natal


Passou! O Natal desse ano passou. O meu foi bem legal. Não teve Peru, nem farofa e nem frutas que a gente só vê no fim do ano. Achei isso o máximo, sem esses links obrigatórios da época. Foi então um encontro familiar com muita energia, pensamento em Deus, troca de presentes e Skol pra relaxar. Fantástico! Esse foi o primeiro ano que meu filho participou do Amigo Oculto (desse não deu pra escapar) e foi o ponto alto da (minha) festa. Ele começou a brincadeira. E apesar de eu ter explicado a mecânica do jogo, ele não 'pegou' tão rapidamente. Aí tive uma daquelas ideias de mãe de trazer a brincadeira do mundo dele para aquele momento ali. Lembra daquele jogo "Cara a Cara"? Tem uma versão 2010 (que o nome me fugiu agora) e ele conhece bem. Então fizemos assim, nós fazíamos as perguntas e ele ia dizendo se o Amigo dele tinha ou não as características mencionadas. Primeiro, todo mundo em roda e de pé.

- É homem ou mulher?
- Homem.

E as mulheres se sentaram.

- É loiro ou moreno?
(Essa hora foi muito engraçada porque ele olhou fixamente para os cabelos do Amigo e respondeu com ênfase.)
- Loiro.
(Detalhe para os cabelos radiantes de tão brancos do meu tio, que era o Cara da vez.)

- Quantos anos ele tem? - perguntou a priminha que tão criança quanto ele, não tem problemas com a idade.
- (...)

Essa ele não soube responder, mas alguém adivinhou o contemplado e se abraçaram, ele entregou o presente e o processo seguiu. Bacana o fato de a brincadeira ter iniciado através dele, pois continuamos com o esquema "Cara a Cara" até o fim e não houve correria ou "frisbee" esse ano ( me perdoe...). Ao final da brincadeira, avisamos às crianças que o Papai Noel tinha enviado um e-mail dizendo que a chuva o prendeu em São Paulo (não me pergunte o que houve com o Pólo Norte, também não sei) e por isso ele tinha deixado os presentes na árvore (de Natal, aquela com a estrela retinha na ponta) da casa de cada um e entregaríamos naquele momento. "Ah, que alívio!", exclamou a Mariah que por um instante pensou em reclamar com a Anac. Não adiantaria mesmo... Presentes e abraços trocados, jantar servido (e deliciosamente repetido), Noite de Natal cumprida com êxito. Trá lá lá!

Agora o assunto é: com que roupa (branca) eu vou. Funcionamos mesmo em função do calendário. E das ordens da Naiara. Mas essa é outra história!!

Beijos!




2 comentários:

Laura de Oliveira disse...

Que delícia que foi!

Passamos aqui em Brasília, só nós três, mas, foi bom também :P

Dri, amamos vocês!!!

Desejo de coração que 2011 seja um ano maravilhoso pra todos do NAI e que você continue seguindo inspirada pra compartilhar com a parte virtual da turma as aventuras mais engraçadas do mundo, vividas por todos vocês :)

BjO

Laura, Jorge, Samuel e Bebê na barriga

Laura de Oliveira disse...

Dri,

É meninAAAA hahahaha :)