own..

own..
Say a Little Prayer for You by Aretha Franklin on Grooveshark

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Olá e Feliz Dois Mil e Dez!


A passagem de ano nada mais é que a fonte da juventude. No sentido de se renovar, re-acreditar, revigorar, tomar um fôlego tipo aqueles que precedem um grande e intenso mergulho. É incrível como uma roupinha branca, meia dúzia de foguetes (foi mal Copacabana!), umas tacinhas inocentes de champagne e as já conhecidas músicas da virada tenham tanta força sobre nós mesmos!
Cheguei de viagem ontem cedo, acordei muito antes das galinhas e peguei estrada rumo à minha office desk. Fiquei cansada, claro! Mas penso que se essa mesma situação tivesse ocorrido na semana passada, última semana do ano, não haveria formas de erguer o corpo para cumprir as 8 horas de trabalho. No meu íntimo, apesar do cansaço extremo, pensava exatamente assim. O Réveillon é para mim como kriptonita para o Super-Homem!
E a Patty, mais uma vez, me fez chorar na virada. Ela me lembrou que não estávamos juntas (os) e, tenho que admitir, Eu Andei Igual não é o mesmo que Nós...

Mas curti a passagem, também assisti a um show de fogos e não sabia o que me emocionava mais, se o clima de esperança das pessoas ou se a imagem doce do rosto do meu filho olhando para o céu com um sorrido tímido de quem está com sono sendo carregado nos ombros de seu pai. Logo atrás era o meu pai que estava abraçado à minha mãe, esta com os olhos marejados pela emoção do momento e a saudade da filha ingrata (he, he) que estava fazendo Tim-Tim em outra praça.

Réveillon é absolutamente emoção pra mim. Minha amiga e fiel comentarista Laura Friche não gosta de Natal e nem Réveillon. Confesso que tive uma ponta de inveja quando ela me disse que passou o Natal em casa, com o marido e o filho. Celebraram, trocaram presentes, provaram a ceia e degustaram o vinho. Mas quando chegou o sono, eles não precisaram domar os arreios sociais e simplesmente se entregaram à Morfeu. Boa pedida já que os natais da minha família não ultrapassam os horários da programação da TV aberta. Mas o Réveillon Laurets... Eu amo essa festa, e volto ao início deste post, pois acho mesmo que o Réveillon é uma das melhores festas do ano e ainda tem propriedades terapêuticas de renovar minha mocidade!

Desejo a todos, além de um ano simpático, que os próximo 365 dias, a contar dos primeiros sinais dos fogos cariocas, sejam de renovação constante, de alegrias, saúde pra dar e vender além de muito dinheiro no bolso.

E se você, ganhador da mega sena da virada, estiver lendo esse post, saiba que sempre te admirei! E que apesar de ter feito mil planos para o momento em que minha conta fosse recheada com o dinheiro que agora lhe pertence, torço para que tudo dê certo na sua vida de milionário! E se um dia for à Mônaco, por favor, leve meu amigo Rodrigo de Paula e faça com que as histórias dele sejam, enfim, reais. Nada pessoal Dipa, eu também amo você!

Beijos sortudos e renovados!

3 comentários:

Laura Friche de Oliveira disse...

Dri,

Prometo que vou olhar o Reveillon ("como é que se escreve RE-VÊ-IÕN? Well, well, well..." já ouvi essa música, chama 8 anos?) com novos olhos, pq 2009 pra mim foi MA-RA!

E, principalmente, pq eu acredito piamente no que descreve uma das minhas autoras prediletas:

"Eu amo essa festa, e volto ao início deste post, pois acho mesmo que o Réveillon é uma das melhores festas do ano e ainda tem propriedades terapêuticas de renovar minha mocidade!"

Agora vejam a ironia dessa pessoa mais linda do mundo, a autora, mega famosa, Dri Zoni, diz que a mocidade é renovada com o ano novo? Ela que é o elixir da juventude personificado?? Que é a alegria da festa? Então deve estar com, exatamente, 10 meses de idade no atual momento...

Dri, obrigada pelo super carinho!

Você é fantástica, Garota :D

hahahaha

Bjo da Fã

Patrícia disse...

E eu chorando só de ler... Deve ser ainda a emoção da virada!!

Você fez muita falta.. Te amo!!

Beijos!!

Patty

Kizzy disse...

Dri,
Realmente o "Eu ando igual" ainda que não estejamos sozinhos, é diferente do "nós"... Mas enfim, nem sempre conseguimos estar todos NÓS juntos... O importante é que continuemos andando igual, ou iguais...
Desejo a todos que 2010 seja um ano de muitos renascimentos e NASCIMENTOS na nossa turma... E sempre de muito CRESCIMENTO.
Beijão,
Ki.